Fim da construção

Bom, esse é o meu primeiro post no blog… a Gabi já tem 9 meses e tem comido papinha com alimentos colhidos aqui, nem todos, mas alguns: banana, mandioca, xuxu, abóbora, alho, abobrinha. Ela come bem e gosta de tudo. A casa já está bem mais adiantada, o banheiro está pronto e ficou muito lindo (foto banheiro).

Ainda faltam algumas coisas de acabamento, forro no banheiro e no hall de entrada; lustres, gramar entre a garagem e a entrada da casa (sim já temos garagem!), assim como algumas porteirinhas e grades à prova de bebe porque a Gabi está engatinhando e quase andando.

Algumas coisas deram super certo na casa, outras nem tanto, como o fogão foguete (sofá aquecedor) que deu um pouco de fumaça no andar de cima, apesar de ter aquecido a casa. Um dos pisos com rodelas de madeira, o da copa, ficou meio mal nivelado (o piso e o corte das rodelas) mas o dos quartos ficou bem melhor.

A maior novidade é que o Di encanteirou uma parte do nosso brejo, fez uns canteiros bem altos mesmo e plantou uma bela agrofloresta, com a ajuda de voluntários. Tá tudo verde e bem bonito. Também temos um galinheiro em 4 piquetes. As galinhas ficam um tempo em um, picam os roçados de braquiária que jogamos lá dentro e adubam a área. Depois as mudamos de lugar e plantamos no local recém liberado por elas. E assim vai. Agora elas estão em um piquete que estava bem cheio de plantas. Já comeram e bateram o que era rasteiro: abóbora, nabo, rúcula, feijão. E elas puseram muito, muito ovo. Agora sobrou o que tem estrato um pouco mais alto. Hoje entrei lá para colher milho e vagem. Elas limparam o chão, o que dá mais segurança para entrar e tá meio com aspecto de florestinha, mais fresco e fechado. Ali era uma área de braquiária do brejo super difícil de controlar e é bom ver que aos poucos, as áreas de braquiária do terreno estão se transformando em plantios.

Nossa mangueira está carregada de frutos, há dois anos ela não frutificava, estamos comendo muita manga, além de goiabas. Ontem fizemos geléia e damos as que caem para as galinhas. Isso também ajuda a controlar as moscas que colocam larvas nas goiabas.

Apesar da seca, que percebemos claramente, aqui não faltou água, nem no inverno passado. Me preocupo com o futuro da Gabriela, especialmente por conta do visível processo de desertificação. É triste. O que muita gente não sabe é que, segundo o Sumary Report, do IPCC de 2013, o órgão estatístico da ONU, o processo de produção do cimento está entre os 3 que mais contribuem para as mudanças climáticas. Muita gente, especialmente da família, não entendem bem a mudança que fizemos, mas é gratificante perceber que estamos mais coerentes com o que acreditamos e contribuindo de alguma maneira para um mundo melhor para as futuras gerações.

Saudações,

Face Leste da casa

Face Leste da casa

Banheiro com os mictórios. A água + urina vai direto para um circulo de bananeiras

Banheiro com os mictórios. A água + urina vai direto para um circulo de bananeiras

Quarto de hóspedes

Quarto de hóspedes

sofá de cupinzeiro que estamos terminando atualmente e vamos finalizar com reboco natural

sofá de cupinzeiro que estamos terminando atualmente e vamos finalizar com reboco natural

Parede do banheiro de pau a pique com reboco natural e tinta de terra.

Parede do banheiro de pau a pique com reboco natural e tinta de terra.

paredes do banheiro barreadas e ainda sem o reboco. Embaixo usamos a técnica cordwood e em cima nas garrafas pau a pique com bambu.

paredes do banheiro barreadas e ainda sem o reboco. Embaixo usamos a técnica cordwood e em cima nas garrafas pau a pique com bambu.

cozinha

cozinha

Escada que desce do nosso quarto pra sala

Escada que desce do nosso quarto pra sala

fachada oeste da casa.

fachada oeste da casa.

Anúncios

2 Comentários (+adicionar seu?)

  1. Renê Fernandes de Oliveira
    ago 17, 2016 @ 12:55:30

    Bom dia!
    Conheci o blog somente agora, mas já li todas as postagens, desde o início. Também tenho uma pequena chácara e gostaria de planejá-la segundo os critérios da permacultura, começando pela casa. Gostei muito do que estão fazendo na casa de vocês, mas fiquei com algumas dúvidas. Será que poderiam me ajudar? As instalações elétricas são embutidas nas paredes de pau-a-pique, ou são externas? Foi feito algum tipo de impermeabilização no banheiro? As paredes de barro vão aguentar a umidade? Qual tipo de forro foi usado na casa, em especial na cozinha?
    Desde já, agradeço pela atenção!

    Responder

    • Morada viva
      dez 16, 2016 @ 12:02:16

      legal Renê. As instalacoes eletricas são externas, a parte do chuveiro é de pedra de ardosia colocada com cimenticola sobre o pau a pique, e o forro da cozinha é de pinus.
      valeu, desculpe a demora…

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 755 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: